quarta-feira, 22 de abril de 2009

Tuas mãos

Por Juliana Portella

Durante a vida inteira
Pelas tuas mãos eu procurei
Indubitavelmente
um dia as encontrei

Foram tantos os caminhos
Bocas e perfumes
Que antes experimentei
Mas logo pelas tuas mãos me encantei

Reparei na beleza
Sua sutileza
Encontro perfeito
Tudo do nosso jeito

Com teu toque me perco
Em seu sorriso me encontro
Sem você me contenho
Até o próximo ponto

Quem me dera
Ter você mais uma vez
Sem receio
Sem bloqueio

Me encontrar
Me soltar
Sorrir e chorar


E mergulhar em tuas mãos, sem medo de amar.

7 comentários:

jujuonline disse...

Eu ando tão a flor da pele. Acho que estou a apixonada sz

Vyh . Br@zZ disse...

Amigah, está tudo simplismente "perfeito", isso é o minimo que eu poderia esperar de você...Parabéns ! minha menina singular...Bjo

iorram disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
iorram disse...

Posta essa

Memorias e memorias


palavras bem ditas lembranças
na memoria dentre todas
as mulheres foi com vc a melhor história

paro fecho os olhos
um jeitoum olha
r com seu jeito especial
impossivel não se apaixonar

mesmo com tudo
xega uma hora tem um fim
vida que segue continua
nem quer mais saber de mim
amor e solidão companheiras dupla triste
mulher linda e preciosa como vc não existe

amor monologo de uma face,
uma só lado da história
triste a minha solidão
apenas lembranças na memória
(iorram Danilo)

Gabi Lacerda disse...

Liiindos versos ...
Também acho que está apaixonada!!!
rs

Tálison Vasques disse...

As mãos de quem se ama são sempre mais gostosas! Mais macias. Disse tudo!

PP disse...

A CERTEZA DA CERTEZA SÓ É CERTEZA SE TIVERMOS CERTEZA DA CERTEZA QUE TEMOS SOBRE A VIDA.